segunda-feira, 6 de julho de 2009

De super puto a ícone mundial: Uma marca portuguesa do Mundo



Se qualquer insinuação de dúvida ainda restasse ou pairasse no ar, por parte dos que teimosamente resistiam, não se deixando convencer, o marcante acontecimento de hoje que colocou Madrid, e consequentemente Ronaldo na órbita dos holofotes de todo o mundo, assentou um ponto final nessa questão. É a prova inquestionável, que quer ser goste, quer não da personalidade, é impossível fugir ao facto demais evidente que ecoa por todos os poros. Eu confesso que sempre fui um “pró-ronaldo”, e sempre me custou a engolir, essa tendência tão caracteristicamente portuguesa, do bota-a-baixo, de desprezarmos aquilo que tão genuinamente nos pertence.

Custa discernir quais os reais motivos, que levem cidadãos nacionais, a não sentir e exprimir um orgulho desmesurado com alguém que é neste momento não só, símbolo nacional, mas acima de tudo um ícone global, que espalha e eleva o nome de Portugal além fronteiras, um pouco pelos quatro cantos do mundo. Trata-se de um verdadeiro serviço público, que em boa verdade deveria ser efectivamente remunerado, tal é a fraca prestação dos nossos verdadeiros embaixadores.

Outra das coisas que sempre me causaram avultados arrepios de estupefacção, prende-se com a falsa questão da humildade, ou da falta dela, que supostamente o Cristiano deveria exibir e patentear perante a opinião pública. Segundo algumas mentes iluminadas, Ronaldo é na verdade pouco humilde, e transpira vedetismo. Eu pergunto, e desde quando é que todos aqueles que heroicamente ficaram na história do mundo global, em qualquer área que seja, foram de facto humildes, ou que se contentarem com simples objectivos e metas de curto alcance. Será que ao contrário de Ronaldo, essas personagens que perduram na história, caíram no erro de serem ingenuamente humildes e não aspirar a grandes feitos, tenho para mim que não.

Na conjectura actual,CR, é sem qualquer espécie de afronta, a mais forte marca nacional, que rompe com barreiras e fronteiras naturais que na maioria das vezes causam entraves à expansão. A notoriedade registada pela marca mede-se à escala global, sendo que é um fenómeno gerador de lucros verdadeiramente obscenos inerentes ao mediatismo alcançado.

Não pode evitar uma pontada de orgulho, quando a apresentação em pleno Santiago Barnabéu, foi verdadeiramente, abrilhantada pela magnífica sonoridade dos nossos Xutos. Portugal, como nação, foi mais uma vez colocada no mapa, abrimo-nos ao mundo. E condenar, como muitos ainda o fazem, quem tão brilhantemente o faz, perdoem-me os mais sensíveis, mas, revela-se de uma estupidez mesquinha, com um grau deveras preocupante.

Por mim, Ronaldo que continues assim, à tua maneira!



14 comentários:

ClaudiaMar disse...

Olá Bom Rebelde! Já tinha saudades tuas. E essa procura de emprego? Estás orientado?
Subscrevo a tua opinião.

(Corrige rápido antes que mais alguém veja: "resta-se" por "restasse" e "paira-se" por "pairasse"!)
Kiss

Brokenheartedgirl disse...

Sinceramente esta matéria não é algo que goste de discutir muito. Mas posso dizer que apesar de todos os defeitos que este rapaz aparenta ter, é indiscutível o talento que brota do seu trabalho. Ele é o exemplo vivo, que nada é impossível. E é isso que devemos fazer, retirar as coisas boas e aprender, se possível, com o melhor do seu carácter! Pois quem somos nós para julgar!? Será que na posição dele faríamos melhor?


Beijinho

snoopy disse...

Por ti ele ira fazer os possiveis e os impossiveis lol....a tua forma de escrever nao m surpreende a tua escrita e mesmo o teu retrato... que so digas coisas verdadeiras..parabens pela escrita..nunca me esquecerei que existes(deixas.te uma marca em mim)beijos

Margarida disse...

Já agora continuando o raciocínio da ClaudiaMar, é abrimo-nos e não abrimos-nos. xD

Quanto ao Cristiano. Não é ele que me faz confusão. Mas sim os mass media. E não só em relação ao Cristiano mas em relação tmbém a outros acontecimentos. Faz-me cada vez mais confusão a enfatização que dão a certos acontecimentos que para mim não tem a mesma importância que têm outros. E, mesmo assim, eles preferem, claro, falar daquilo que não interessa a ninguém. Acho muito bem falem sobre isso. Mas, PORRA!, para quê tanta coisa? Horas e horas a falar na mesma merda? Chateia! Chateia mesmo.

André disse...

Em primeiríssimo lugar quero aqui expressar o meu enorme apreço por tão nobres correctoras: Cláudiamar e Margarida, sem a colaboração das duas, o post não apresentaria um número de erros tão diminuto. haha ;)

*******

Cláudia, já está tudo encaminhado, só estou à espera de um feedback positivo, e prometo que divulgarei todas as novidades, aqui no meu cantinho. obrigado pela preocupação. ; )

Carolina disse...

ora, os blogues existem é para trocar opiniões :)
de facto, concordo que seja remunerado conforme as suas capacidades, tal como qualquer outro profissional. lamento apenas, que as quantias exorbitantes pagas por um jogador não sejam por exemplo, aplicadas em pesquisas ao nivel da saúde, investimentos na educação, nas próprias condições de vida das populações. sejamos realistas, tantos milhões de euros podiam salvar a vida a muita gente. não que não os mereça, tem direito a eles já que trabalhou com o objectivo de ser o 'melhor'. simplesmente acho que esse valor poderia salvar muitas vidas ou ter outras aplicações prioritárias que não uma mansão, jóias, saídas etc. defenitivamente, ele é um grande jogador, e é uma honra termos sangue português entre os maiores dos maiores. mas não é, de facto, um exagero a relevância exagerada que lhe dão?
é apenas uma opinião, acredito que exista quem ache que ele merecia o triplo, são apenas pontos de vista.
obrigado :D
beijinhos *

Brokenheartedgirl disse...

Tu fazes poesia com os teus comentários! A sério que sim! Parabéns TU!
Muito obrigado pela dedicação :)

Beijinho

'stracciatella disse...

Confesso que, inicialmente, pensei que este texto fosse ter o rumo inverso. Estou de acordo contigo em tudo o que disseste e eu própria repito imensas vezes estes mesmos argumentos.
É triste que as pessoas continuem a ser tão mesquinhas e invejosas e não se consigam despir dessas características ao abordar este tema.
Eu gosto do Cristiano Ronaldo, enquanto profissional e enquanto ser humano (apenas com o pouco que consigo conhecer dele). É natural que alguém com a idade dele e com o seu passado agora, que se vê nesta posição, desfrute ao máximo dela. Ele é jovem e rende.se aos encantos que uma vida abastada financeiramente pode ter. Nada de anormal. Acho até que ele é bastante humilde, o que se percebe, por exemplo, na forma como ele se mostra fora de campo e do mundo do futebol, em entrevistas.
Aquando do programa televisivo 'Os Incríveis', foi possível conhecer o CR na sua versão 'de casa' e só quem não quer é que não vê que ele é apenas um miúdo deslumbrado e, sobretudo, que faz aquilo que gosta. O riso de puto que ele exibe tanta vez, as gargalhadas, o facto de não virar costas a uma família que, quanto a mim, é quem mais merece que lhe seja apontado o dedo...
O caso dos 'Globos de Ouro' é outro exemplo que ilustra bem o que estou a dizer - os 'Gato Fedorento' fizeram humor com ele, satirizaram.no e ele simplesmente riu-se, bem disposto. O Bruno Alves, por exemplo, teve uma triste reacção oposta.
É bom que as pessoas comecem a perceber que o facto de os aspectos bons que Portugal ainda apresenta lá fora serem poucos não os devem tornar alvo de tanta crítica. O CR devia ser um símbolo de optimismo e não de inveja e maldizer.
Eu mantenho a minha posição de sua admiradora e apoiante e não são as sucessivas manchetes dos jornais a quererem contradizer.me que me vão fazer mudar de ideias.
Deixem.no crescer, experimentar, conhecer... terá imenso tempo para aprender a aplicar melhor o dinheiro e todas as outras coisas em que, talvez, ainda falhe.
Gostei de ler!
Obrigada pelas visitas. :)

Beijinhos **

Maria disse...

Ele é um exemplo, porque conseguiu o que tem hoje só com o seu talento. Isso é que é de louvar..
beijinho.

Joana ' disse...

Gostei da forma como defendeste, digamos assim, o Cristiano Ronaldo. A apresentação dele hoje demonstrou que já atingiu um grau de maturidade e de responsabilidade que muito jeito lhe dará nesta nova fase da sua vida.
É bom ver que os post's sobre o Cristiano não são apenas críticas negativas, parte das vezes, infundadas...

Beijinhos e parabéns pelo blog. Exala inteligência =)

"1, 2, 3, Alá Madrid"

S* disse...

Ora bem, o Ronaldo pode ser patriota e simples... mas é piroso na mesma. E enerva-me que se valorize assim tanto um jogador de futebol.

Carla Isabel disse...

Olá bom rebelde.

Olha sabes que eu já tinha verbalizado um opinião diferente da tua.
Em relação ao Cristiano Ronaldo, e ao nosso suposto patriootismo porque somos todos aqui do mesmo cantinho, apraz dizer que realmente ele é muito bom e por isso foi ditinguido como melhor do mundo!
Tiro-lhe o chapeu!
O que me chateia é que isto acontece porque se trata de futebol!
Porque se fosse na musica, na ciencia, na literatura, ainda que considerados os melhores do mundo nada se faria em termos de reconhecimento, como aliás se vê!
Temos grandes nomes que NUNCA tiveram este tipo de tratamento e que mereciam tanto ou mais!
Mesmo em termos desportivos, parece que o futebol é o que conta...e é lamentável!

E depois diga-se que os milhoes que um puto de 23 anos ganha...custa um bocadinho aceitar quando há tanta gente a precisar de um emprego com um salario justo...
Gostei que pelo menos tivesse escolhido a musica do Xutos...ficou-lhe bem!

Carla

Joli disse...

:O

Tu acreditas mesmo em tudo o que escreveste neste post? Achas mesmo a falta de humildade dele normal? Que ele é realmente o maior simbolo português, sendo apenas um jogador de futebol? E achas mesmo que quem tiver uma opinião diferente da tua estará a ser estupidamente mesquinho, "com um grau deveras preocupante"?

Não retiro o valor que o CR tem, claro, mas existem sem dúvida portugueses a representar-nos no estrangeiro duma forma bem mais humilde e eficaz, sem necessitarem de tanto espalhafato e vedetismo, não ganhando 1/10 do ordenado dele, mas representando duma forma muito mais fiel o verdadeiro povo português, com o seu espirito de sacrificio e, volto a frisar, com HUMILDADE. Mas claro, o futebol irá ser sempre visto como o desporto rei, e tudo o resto será desvalorizado até mais não, como se em Portugal não houvesse mais ninguém a levar o nosso nome além fronteiras.

"Será que ao contrário de Ronaldo, essas personagens que perduram na história, caíram no erro de serem ingenuamente humildes e não aspirar a grandes feitos, tenho para mim que não."

Ser humilde não é um erro, é uma virtude.


(Desculpa estar a ser tão frontal, não leves a mal, mas não concordo mesmo com o teu texto. E as duas últimas linhas do penúltimo paragráfo foram muito infelizes :S)

Beijinho*

Fabiana Gomes disse...

Desafio te para um pequeno desafio no meu blog, espreita:)