quinta-feira, 9 de julho de 2009

Senhor Optimista



Admiro a tua perseverança, de forma incessante insistes em deitar-me por terra, como se fizesses disso a tua forma de vida. Mas para teu desencanto, eu ergo-me com uma inexplicável força bruta que hoje te transcende e atemoriza, esmaga-te de encontro ao pontão há muito desamparado.

Hoje vou rasgar o trilho que está há muito profetizado, traço um esboço, desenho no rosto uma espécie de sorriso ingénuo, cristalino, cor de esperança, carregado de plenitude. Sabes que sou o riso sincero de uma qualquer criança extasiada pela descoberta da primeira vez. O mais certo seria abrandar esta espécie de marcha tresloucada que me envolve e me obriga a calcar o pé já de si descontrolado, pressionado de encontro a um acelerador sem margem de manobra, rendido às demais evidências da minha querença.

Não vou perder tempo com sorrisos forçados, mecânicos e gerados em piloto automático, hoje vou abraçar o próximo, o que me surja no encalço. Vou agradar sem exigir à partida retaliações pré-acordadas. Observas-me do alto da tua arrogância, sabendo de antemão que não irás ter qualquer sucesso na forma com que me tentarás coagir.

Vou pegar no teu pessimismo curioso e devolver-te na mesma moeda a minha áurea auspiciosa, vou provar-te que um e um não são dois, somos nós. O nós que idealiza e se reveste de uma audácia desmedida, que hoje ecoa do alto do meu ser. Se hoje tentares, irás surpreender-te, deparar-te, e chocar de encontro a uma rocha chamada optimismo!

23 comentários:

messy disse...

tiro daqui coragem, sinceridade, espontaneidade e optimismo (:

e, mais um sorriso de bonus, por tão brilhante post***

sakura disse...

Adorei o teu post!! :)
Gosto de ser assim...optimista.
Quando me tentam deitar abaixo, mantenho-me no meu lugar...continuo a sorrir...apago os riscos que palavras mesquinhas fazem na minha alma.
A gente assim, tão mázinha e que só gosta de ver os outros mal, não dou o meu temo de antena. Nem pensar.
Beijinhos :D

Rosa Cueca disse...

Há alturas em que temos de dizer que é suficiente deitarem-nos por terra.

Porque mesmo quando não é de propósito, faz doer.
Porque é suposto as pessoas da nossa vida estarem lá para apoiar, não empurrar-nos para as incertezas.

Não percas tempo é a não sorrir, que era uma pena.

Joana ' disse...

Acho que fazes muito bem em voltar a sorrir, mesmo quando alguém se interpõe no teu caminho e tenta derrubar-te e fragilizar-te..
Fico feliz, e admiro, essa tua força para te ergueres após cada derrota, com a certeza de que ainda tens uma guerra por ganhar.

Beijinhos
(é bom vir ler os teus textos magníficos) :)

Brokenheartedgirl disse...

Fico sempre envolvida nestas palavras a saberem quase que a música. Tem qualquer coisa nos teus textos, que me faz identificar aqui e ali. E é raro, muito raro. Não páres por nada, nem ninguém. Mostra o quão forte és e podes ser. Eu cá fico a fazer uma força para te ver vencer nessas lutas com que te deparas.
É sincero :)

"Se hoje tentares, irás surpreender-te, deparar-te, e chocar de encontro a uma rocha chamada optimismo" É a nossa maior defesa.


Beijinho meu caro.

ClaudiaMar disse...

Bom Rebelde, vê lá se consegues escrever um post fraquinho, assim com pouca qualidade... É que se não, os meuis comentários vão tornar-se muito repetitivos... Adorei.
Kiss

sunshine disse...

Uau! Ainda não consegui parar de reler o texto, está genial.

Parabens!

snoopy disse...

rebelde ou seria melhor sr.misterio?! tens optimismo suficiente para nao te deixares abalar por sentimentos depressivos...e uma especie de barreira tdas as temos... mas experimenta por vezes baixar a guarda e experimentar a ingenuidade das emoçoes ..uma curiosidade algumas redacções que fazes despoletam no leitor vontade de usufruir ao maximo o momento de leitura sentindo como se fosse o ultima que irao ler ...elas têm aumentado o nivel de profundidade apreciavel:)
De certa forma os textos ao serem escritos por ti influenciam a minha opiniao e a forma como os encaro...
nao existem pessoas a pensar da mesma forma o que faz com que experimente sentimentos nunca antes vividos por mim...
suponho que aquilo que transmites e como realmente te sentes...sei que es capaz de fazer alguem feliz e sei que es seguro na tua insegurança........e que tb te sentes bem na pele que vestes...
ate um proximo encontro virtual ahaha

Mafalda disse...

Acho que já me tinhas dito isto, mas agora quem o diz sou eu - com leitores assim como tu, o meu ego só tem tendencia para aumentar, e os teus comentários vão ser "toda a minha fonte de inspiração" para tentar ser melhor, só para ouvir coisas como as tuas.

Tu já por si, cativas qualquer pessoa com esse teu embalo de cantorias, a escrever assim só cativas o "público" a apaixonar-se pela tua "obra de arte. Sim, tu tens a mistura da música, da escrita e das sensações. Fazes sentir a tua escrita como uma música perfeita e harmoniosa.

Sendo assim, declaro ser tua fâ nr.1, visto que tudo o que me possa dizer, não compensa tudo o que me fazes sentir quando "te leio". Tens um lugar destacado, em todos estes cantinhos.

E tu pensas que os escritores, não sentem? É por sentirem, e por terem capacidades semelhantes ás tuas que se tornam nisso mesmo - escritores. Tu transportas para o papel tudo o que sentes, não num dia mas em dias, e nisso fazes a tua história. Tal e qual como eles.
Tu cativas acredita!

E agora como dizes - chegando ao texto em sim (^^):

Estou maravilhada com este texto, com esta optimismo apaixonante.
Além de bem definido, os teus jogos de palavras e o recursos a estas "trocas e bladrocas", só me cativam.
Este teu optimismo é tão contagiante, quando tão certo como o teu sentimento está perto da "felicidade pura".
Encontro.me especialmente debruaçada sobre o último paragrafo. Emocionante a forma como elevas este sentimento sincero, que parece tão fácil visto assim.
Para ti, tenho uma palavra: corajoso. Um corajoso mercedor, um corajoso optimista.
Encantas-me neste teu mar de letras, encaixadas ao som do bater do coração, que se destacam por sentimentos.
Dizes coisas lindas :)

Ouve-se dizer que foram lindas as minhas férias, mas que este cantinho já me fazia falta.
Grande beijinho

P.s.: Quanto à tua opinião sobre o meu texto, é um facto - como muitas palavras, e deixo que cada um pense o que será "daquilo".

Joli disse...

Assim é que é pah! xDD Preciso de ser mais assim tb LOOL Eu não me considero pessimista, mas às vezes sou realista demais, e isso pode tender para a negatividade. Não há nada melhor que ser-se sempre optimista e confiante que se vai conseguir ^^

Ainda bem que não ficaste chateado com o comment CR, UUUUFFF! ahahah

O teste de bioquimica correu mais ou menos... MAS PASSEI! YEAAAAAH LOL

Já estou de férias ^^ Ai, estava mesmo a precisar, nem acredito que já cá estou :D

Espero que as cenas contigo estejam a correr bem, Mr.Optimista ^^

Beijinho*

Ana Paixão disse...

Muito obrigada pelos teus comentários e pela tua visita, fico à tua espera mais vezes :D

Este texto está absolutamente fantático, adorei a mensagem e digo-te sinceramente: Tu escreves realmente bem :O Entre o brincares com as palavras de forma genail, à coragem e emoção que me transmistes...Adorei, de facto! Vou seguir, oh rebelde :)

Um beijinho

Joana ' disse...

Obrigada pela força, Bom Rebelde...
Espero ser contagiada com o optimismo que transborda das tuas palavras e ter coragem de seguir em frente..
Acredita que se pudesse punha ambos numa balança e via qual pesava mais, mas não dá. E quanto a amar duas pessoas, nem eu sei se é possível, mas quero acreditar que sim pois se assim não for, tenho a certeza de que o prato da balança que mais pesaria era o que eu não queria.
Coisas do coração...

Beijo

A miúda das letras disse...

Levantares-te depois de caíres e enfrentares as coisas com optimismo revela altruísmo e coragem, duas qualidades que poucas pessoas têm, agarra isso com força.

Mafalda disse...

"Sabes, escrever não é complicado, o difícil sim, está em tocar os outros com o que escreve-mos, com as nossas simples palavras, em conseguir passar-lhe as nossas emoções, sentimentos, é criar em que nos lê, um estado de dependência literária perfeita, e tu consegues sem sombra de dúvida, dá gosto beber da tua escrita, como se de água trata-se para aligeirar uma qualquer sede."

- Alonguei-me neste paragrafo. Perdi noção dos sentimentos que me transmitiste com as tuas palavras.
Não é todo os dias que se recebem elogios destes. Mas muito menos, se recebem elogios assim e se sente vontade de os trasparecer totalmente para um cantinho como o teu.
É verdade, embebedar-me nas tuas letras é coisa fácil ,é coisa para "meninos". Pois, tens uma magnitude tão excentrica de cores dentro de ti, que cativam pelo brilho que transpareces disso mesmo.

Gosto de te ler! Gosto porque gosto de ver o que se reflecte de ti em cada ponto final.
A maneira como fechas as frases, é perfeita. Cada letra que trocas por palavras, que germinas daí é um equilibrio entre ti e os teus sentimentos. E adoro, adoro porque arranjas optimismo nas tuas frases.
és sempre harmonioso, e adoro sentir essa confiança.

É fácil gostar do que escreves!
E se as considero "obras de arte", é porque normalmente, essas são tesouros que se querem conservar, mostrar aos filhos, netos, bis-netos e por aí adiante. Acredito que a tua vocação literaria, tem que ter um motivo tão grande e tão sincero como: um bom coração.
Aqui está a origem. Não te conheço, mas sinto tudo o que dizes. Há sensações destas. São lindas!
Adoro o que me deixas sentir ao ler-te. Adoro encontrar força nas tuas palavras, pois elas são autenticas escadas para a perfeição literária.

É deste modo, que eu já estou consumida por este teu espacinho, onde gostar "de ti" é fácil. Gostar do que escreves ainda mais!
Adoro perder-me nas tuas palavras, e sinto que me estou a repetir. Mas realmente elas não me cabem "na boca", pois o teu talento deixa-me completamente "deslocada".

Férias são sempre férias. Mas longe de uma realidade nossa, é sempre estupendo. Adoro conhecer!

Mas várias vezes me lembrei deste cantinho que me faz sempre sentir "em casa".

Beijinho grande * :)

P.S. – O teu post, fez-me brilhar os olhos de palavras lindas que disseste.
Acho que já te o disse, mas adoro ler-te!
Hoje tornei-me um bocado repetitiva, peço desculpa :)

Martiniska disse...

Muito bom, gostei muito :)
uma boa lição!
beijinhos*

filipa disse...

este texto está brilhante, está tão verdadeiro.
beijinho*

*flor* disse...

Eu subescrevo todos os elogios referidos e mutiplio-os umas quantas vezes!! Eu que sou uma pessimista por natureza exepto em casos extremos!

Quando encontramos a pessoa com as palavras certas, torna-se impossível não beber cada palavra como se tudo o resto nao passa-se de um deserto de substantivos, adjectivos e coisas que tais, e fossemos morrendo sempre à espera da próxima miragem.

beijito*

Fabiana Gomes disse...

Sorri sempre :)
Lindo texto pa variar :)

Maria disse...

Para variar, mais um grande texto..:)

beijinho.

Lady me disse...

Adorei o texto! Assim é que é optimismo acima de tudo, gostei :)

Beijinho*

Mafalda disse...

Sim, compreendo perfeitamente, que férias é isso mesmo. Sem horários, sem controlo. Dias, dias e dias por planear. E diferença por isso. Compreendo e sinto igualmente as tuas palavras :)

Sinto-me sem poder de escrita, neste momento.
Deixo-me seduzir pelas tuas palavras sempre que "te encontro". Mas tudo o que eu te possa dizer agora sinto que se repete, sinto pouco perto do que realmente é a tua força de escrita.
Tento adjectivar tudo o que me transmites, mas são palavras repetidas, e agora, sinto cada vez mais que poucas. Poucas para o que realmente seria um elogio ao despertar das tuas letras. Letras essas que refletem uma pura beleza, que nos faz beber a sede da tua escrita. São lindas, todas as coisas que dizes, como as complementas são lindas.

Porque eu concordo contigo, quando te leio descubro uma percentagem de ti. Porque indirectamente, através do que escrevos, conheço qualidades tuas. Desubro a força que depositas nas palavras, a força com que as fazes encaixar, o toque pessoal que as faz brilhar. Sinto que te conheço atr´s de um texto.

Repito-me, repito-me e repito-me, quando o que quero dizer vai para além de beleza, toca no fascinio, chega perto de me cativar, mas deslumbra-me mesmo.

Fazes-me ficar "vidada" em ti. Em ti porque és tu o autor deste meu fascinio em altura.
Porque tu escreves, e eu fantasio tu apronunciares ests palavras. E isto toca, toca ainda mais dentro.
Porque tuedo o que me fazes ler, faz-me conhecer um pouco de ti, e faz-me ganhar todos estes sentimento de admiração e "adoração literaria".

Gosto que te lembres, que neste milhares de blog, eu me sinto confortável, neste espacinho, que me causa um deslumbramento humano quase, só por me sentir embalada nestas poucas palavras, que brilham em ti. Em ti, porque escreves. Escreves e sinto-as.

Nem sempre ler é sinonimo de sentir, mas tudo o que tu dizes, eu sinto. Sinto com os melhores sentimentos. Porque é isto que tu transmies - melhores sentimentos.
Eu venero estas tuas doces palavras, esta tua forte coragem, este teu beber de emoções.

Volto a dizer, adoro o teu espacinho. Sinto quase a tu confiança :)

Beijinho enorme **

P.S.: Desculpa este repetir e talvez, esta escassez de palavras. Elas já são poucas para tanta "literatura perfeita".

Ana Rita disse...

Obrigada :)

sunshine disse...

"Vou pegar no teu pessimismo curioso e devolver-te na mesma moeda a minha áurea auspiciosa, vou provar-te que um e um não são dois, somos nós. O nós que idealiza e se reveste de uma audácia desmedida, que hoje ecoa do alto do meu ser. Se hoje tentares, irás surpreender-te, deparar-te, e chocar de encontro a uma rocha chamada optimismo!" - SIMPLESMENTE FABULOSO! ( irei ler e reler até interiorizar. *:)